Tenistas Brasileiros se reúnem em cartão postal do Rio de Janeiro antes da estreia no ATP 500

Marcelo Melo e Rafael Matos na Torre do Rio Sul
Marcelo Melo e Rafael Matos na Torre do Rio Sul (Divulgação/Fotojump)

Os brasileiros que disputam o Rio Open 2023 tiveram uma experiência inédita na manhã desta sexta-feira (17), antes do início da 9a edição do maior torneio de tênis da América do Sul. Nove tenistas do Brasil, com um mix de nova e velha geração, tiveram a oportunidade de visitar a Torre Rio Sul e foram contemplados com uma vista espetacular da cidade maravilhosa.

O ex-número 1 do ranking de duplas, Marcelo Melo, se mostrou impressionado com a vista e aproveitou para elogiar a nova geração do tênis brasileiro.

“É uma vista fantástica do Rio de Janeiro. Foi muito bacana. Foi muito legal também poder compartilhar esse momento com a juventude do tênis brasileiro. A turma está pronta para fazer um belo Rio Open. Foi muito bacana, espero que dê muito certo para todos”, comentou Melo.

O experiente tenista ainda afirmou ser um Rio Open especial, por se tratar do último torneio da carreira profissional do amigo Thomaz Bellucci. “Com certeza vai ser um Rio Open especial, temos o Thomaz que está pendurando a raquete”, finalizou Melo.

A visita à Torre RioSul também contou com a presença de um dos nomes mais promissores do tênis brasileiro. O jovem João Fonseca, de apenas 16 anos, fará sua estreia em torneios ATPs.

Natural do Rio de Janeiro, Fonseca não escondeu a felicidade de poder jogar o Rio Open e também estar entre os principais tenistas do país.

“Estou empolgado e ansioso. Estou muito feliz pela oportunidade. Foi muito divertido estar junto com o pessoal do Brasil. É muito legal esses passeios e estou feliz”, afirmou o carioca.

Além de Melo e Fonseca, estiveram presentes os tenistas Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro, Rafael Matos, Mateus Alves, Felipe Meligeni, Eduardo Ribeiro e João Lucas Reis.

Sobre o Rio OpenSobre o Rio Open

O Rio Open 2023 conta com patrocínio máster da Claro, patrocínio do Santander, Betway, Emirates, Shell, Mubadala e Engie.  Também com as empresas Rolex, B3, EMS, Black Princess, e, ainda com Motorola, KIA, New Holland, Qualicorp, Prosegur, IBMEC, Premier Pet, Café Melitta, ISDIN, Grey Goose, Zetaflex, Gafisa e Shopping Leblon.

A Fila é a responsável pelo material esportivo e a Wilson fornecedora da bola oficial do evento. A Worldwine oferece o espumante e vinho oficiais do Rio Open, e a Lider fornece o mobiliário para o Corcovado Club, Espaço Pedra da Gávea e para o Players Lounge by Lider.

O evento conta ainda com parceria do Jockey Club Brasileiro, Prefeitura do Rio e Riotur.

O SporTV é a emissora oficial do Rio Open e exibe em HD todos os jogos da quadra central para o Brasil e mais de 140 países através da ATP Media.

O evento é incentivado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério do Esporte, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. Também é viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado do Rio de Janeiro por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer.

A Lei de Incentivo ao Esporte é uma importante ferramenta de desenvolvimento e inclusão social que ajuda a levar a prática esportiva ao cidadão por todo o estado do Rio.

O Rio Open é uma promoção IMM com realização do ICT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui