Início » As quadras de samba assumem um papel importante na comunidade

As quadras de samba assumem um papel importante na comunidade

por Redação
Diretores da escola com Ivanir dos Santos
O espaço social de uma escola de samba, assume um papel significante na vida da comunidade. Por consequência, é um ativo espaço aberto para todos, conta com a participação de crianças, jovens, adultos e idosos, que fazem uma troca produtiva de apoio e alegria com as agremiações.

“Faço questão de estar presente, principalmente num momento em que, o cidadão brasileiro e principalmente onde os jovens sofrem com a violência urbana, o desemprego, o mundo contemporâneo e a falta de oportunidade para muitos nesse país. Esse festejo natural dá esperança e mantém vivo o elo entre a escola e os apaixonados por esses espaços e pelo samba”, pontuou o Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos.

Seguindo a máxima “Eu não sou convidado, eu sou convocado”, o requisitado Ivanir dos Santos faz questão de prestigiar as comemorações de seus componentes das escolas de samba. No último domingo (30), esteve na Quadra da Estação Primeira da Mangueira, para prestigiar o aniversário de Júnior Mangueira, atuando há 3 anos como Presidente da Associação de Moradores do Complexo da Mangueira. Júnior ganhou uma festa surpresa para os festejos dos 33 anos, regado com feijoada, bebidinhas, algodão doce e samba, afinal, estavam na quadra considerada uma nação carioca.

Júnior chegou na quadra despretensiosamente e foi recebido por diversos amigos e parentes. Além do tradicional parabéns, ganhou orações comandadas por pastores do bairro, inclusive esse mesmo grupo fez questão da participação do Babalawô Ivanir dos Santos alado deles para um viva ao aniversariante do dia, que chegou a se emocionar com os religiosos no palco.

“Respeitar todos segmentos religiosos ajuda a entender as diferentes escolhas referentes à fé. Encontros como esses sobrepõe à intolerância religiosa”, declarou Ivanir dos Santos

Recentemente, outro integrante também ganhou os “parabéns” da comunidade, mas em outro reduto de samba, no Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro, sediada no bairro do Andaraí. Desta vez para o niver de 35 anos de Leandro DAyra, que gosta de se intitular como um amigo fiel das baianas, onde há anos ajuda a Ala das Baianas do Salgueiro, considerada como uma das mais importantes de uma escola de samba.

Querido por muitos, Leandro ganhou bolo, presentes, felicitação e presença de amigos, como Glória D’Orum – Presidente da Ala das Baianas do Salgueiro, Caboclinha – Pres. da Velha Guarda, Natália Pereira – Porta Bandeira, além de familiares.

E como o assunto é quadra de escola de samba, o Babalawô prestigiou outro movimento onde o samba é a força motriz no bairro, também visitou há pouco tempo a Escola de Samba Lins Imperial, na na rua Lins de Vasconcelos, no bairro que leva o mesmo nome de sua sede. Convidado pela diretoria, o sacerdote foi recebido por Jorge Torresmo. O enredo da agremiação para 2022 homenageará o popular Mussum, pela dupla de carnavalescos Eduardo Gonçalves e Ray Menezes. A Lins Imperial desfilará pela Série Ouro no sábado de Carnaval na Sapucaí.

Ivanir dos Santos conheceu Bianca Ramos, madrinha de bateria da verde e rosa. Que se apresenta à frente da bateria “Furiosa”, como é conhecida a batucada da agremiação, a musa mostrou samba no pé e total desenvoltura à frente dos ritmistas.

“Sempre fico muito emocionada, ainda mais pela realização de um sonho de vir à frente de uma bateria na Marquês de Sapucaí. Fui tão bem recebida pela comunidade do Lins, com os aplausos dentro da quadra, é uma emoção sem igual”, declarou a musa Bianca.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via