BLTA lança sua nova marca, a Xodó, em Brasília. Marcelo Freixo, presidente da Embratur, marca presença

Felipe Carreras Milton Zuanazzi Simone Scorsato Marcelo Freixo Roberto Klabin

Concebida para ampliar a promoção do Brasil como referência de excelência brasileira na arte de receber, a Xodó surgiu, segundo Klabin, para transmitir um maior senso de brasilidade com um nome que possa ser usado no mercado nacional e que as pessoas possam entender e divulgar. “A gente vê o Brasil e as vantagens competitivas que nós temos. Somos o país mais mega diverso do planeta. Temos aquilo que esta geração quer: novidade e autenticidade. Além disso, abrigamos inúmeros recursos naturais inacreditáveis e devemos explorar esta capacidade”, diz.

Em relação ao evento, Simone destaca a participação de representantes e parceiros estratégicos e necessários. “Em conjunto podemos desenvolver um turismo qualificado e promover nosso país com muito afeto, cuidado e estratégia. Então, as presenças do presidente da Embratur, Marcelo Freixo, do deputado federal Felipe Carreras, e do secretário de Planejamento, Sustentabilidade e Competitividade Políticas Públicas do Ministério do Turismo, Milton Zuanazzi, selam exatamente esse momento do Turismo na construção da imagem positiva e afetiva do país que a gente apresenta com essa nova marca, a Xodó, que traz em sua concepção a excelência da hospitalidade brasileira. Esse jeito endêmico do brasileiro de receber bem”, afirma. Ainda em relação ao lançamento, Simone considera de extrema importância para os associados. “Assistimos a um debate consistente sobre o turismo, sobre os nossos desafios e as nossas oportunidades com a presença de representantes do poder público. Foi um discurso coerente em que se destacou o quanto o turismo é importante para o nosso país no contexto do desenvolvimento socioeconômico”, avalia.

Simone Scorsato e Roberto Klabin
Simone Scorsato e Roberto Klabin

Por sua vez, o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, reiterou a estreita colaboração da autarquia federal com a BLTA e enfatizou: “Eu me sinto muito na obrigação de estar aqui, primeiro pelo compromisso de visão do Brasil e com a brasilidade, e é muito esse sentimento que a gente tem de brasilidade. Eu adorei o nome Xodó, que é muito brasileiro. Quanto à marca, por ser um projeto de hospitalidade, é também um projeto de país. Porque se tivermos mais turistas, teremos mais gente trabalhando, mais segurança, maior capacidade de geração de renda e empregos e mais ocupação dos lugares”.

Em consonância com o Freixo, o secretário de Políticas Públicas do Ministério do Turismo, Milton Zuanazzi, afirmou: “Uma política de turismo, em qualquer lugar do mundo, segue três verbos imprescindíveis: desenvolver, qualificar e promover. Isso significa desenvolver, promover e qualificar produtos e destinos e fortalecer as relações entre o público e o privado”, afirmou.

Além de Zuanazzi, Freixo e do board da BLTA, também participaram do lançamento da Xodó no B Hotel a chefe de gabinete do Ministério do Turismo, Janara Braga, e o deputado federal autor do PERSE (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos), Felipe Carreras, e os associados da BLTA, hoje Xodós do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui