Início » Cia Candongas apresenta ‘O Monstro do Lixo’ na Semana do Meio Ambiente 2022 em BH

Cia Candongas apresenta ‘O Monstro do Lixo’ na Semana do Meio Ambiente 2022 em BH

por Waleria de Carvalho
O Monstro do Lixo

Neste domingo (5/6), às 16h15, em que se é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Cia Candongas apresenta o espetáculo “O Monstro do Lixo” na Semana do Meio Ambiente 2022, nos jardins do Palácio da Liberdade, localizado na Praça da Liberdade, na Região da Savassi, em Belo Horizonte. A peça teatral debate sobre o manejo sustentável de lixo, consumo consciente e a importância da água. A apresentação é aberta ao público e gratuita, e os interessados podem retirar o ingresso pela Sympla.

Consolidada na agenda ambiental como o evento mais importante de Minas Gerais na área, a Semana do Meio Ambiente é organizada pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), em conjunto com os demais órgãos do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema). O tema de 2022 é uma referência à campanha global Race to Zero, a qual o Estado aderiu em 2021, com o objetivo de alcançar a neutralidade de emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050.

O espetáculo será o encerramento de uma linda etapa do Circuito Copasa de Meio Ambiente, que a companhia realizou através do Projeto de Lei Federal de Incentivo à Cultura — PRONAC 203.580 e com patrocínio da Copasa.

O circuito passou por várias regiões do estado: Belo Horizonte e região metropolitana, Vale do Aço e Sudoeste. Em BH e região, a circulação passou pelas cidades e escolas de Belo Horizonte, Contagem, Betim, Caeté, Sabará e Nova Lima. No Vale do Aço, a circulação ocorreu no fim de março deste ano e passou pelas cidades de Timóteo, Coronel Fabriciano e Caratinga. Já no sudoeste do Estado, a circulação ocorreu no fim de abril, contemplando as cidades de Guaranésia, São Sebastião do Paraíso, Itaú de Minas e Cássia.

No total, “O Monstro do Lixo” circulou por 13 cidades, 23 escolas e foi apresentado para um público direto de 7.065 pessoas e indireto de cerca de 22 mil pessoas ao longo da turnê.

Serviço:

“O Monstro do Lixo” — Apresentação no Dia do Meio Ambiente

  • Data: Domingo, 5/6
  • Horário: 16h15
  • Entrada: Gratuita, pela Sympla 

Espetáculo gratuito para crianças e adultos sobre a preservação dos oceanos

Mar de Soluções

Mar de Soluções (Divulgação)

Para encantar crianças e adultos e propor reflexões sobre a poluição nos Oceanos, a Marina Week 2022 apresenta neste domingo, 5 de junho, o espetáculo “Mar de Soluções”. Em um híbrido de circo e teatro, a peça aborda a temática do Lixo no Mar e possíveis soluções ambientais para reverter esse problema.

A história traz o encontro de um organismo marinho, a Marina Peixa, com um mergulhador especialista em oceano Robertino. Ao longo do espetáculo é possível conhecer mais sobre a importância do oceano, entender como os resíduos estão chegando em suas águas, seus impactos e como cada um pode contribuir.

Mar de Soluções conta com direção e visagismo de Lucas David. O elenco é composto pela Eng. Ambiental Diulie Tavares e pelo Oceanógrafo Rafael Langella, ambos artistas e educadores ambientais. O espetáculo é produzido pelo projeto Somos do Mar.

A Marina Week, evento inédito sobre o mar no Brasil, traz luz a temas cruciais para a sustentabilidade e o futuro do oceano. O evento acontece até domingo, 5 de junho, no Memorial da América Latina, em São Paulo, com entrada gratuita para todos os públicos.

Serviço — Mar de Soluções

  • Data: 5 de junho
  • Horário do espetáculo:: 16h
  • Duração: 50 minutos
  • Local: Memorial da América Latina
  • Endereço: Av. Mário de Andrade, 664 – Barra Funda, 01156-001
  • Próximo ao Terminal Barra Funda
  • São Paulo, SP – Brasil
  • Entrada gratuita

Serviço — Marina Week 2022

  • Data: 1 a 5 de junho
  • Horário Cais do Porto (atividades interativas e exposições para crianças, jovens e adultos): 10h às 20h
  • Local: Memorial da América Latina
  • Endereço: Av. Mário de Andrade, 664 – Barra Funda, 01156-001
  • Próximo ao Termina
  • l Barra Funda
  • São Paulo, SP – Brasil

Peça Amigo em versão online para crianças

Amigo

Amigo – Foto: Chris Ceneviva

Estreia no dia 4 de junho o primeiro espetáculo da Oras, Carambolas Cia de Teatro, chamado AMIGO. Serão 6 apresentações online e transmitidas ao vivo, às 11 horas, no Canal do YouTube Cia. AMIGO é uma adaptação do conto infantil O Amigo Fiel, escrito por Oscar Wilde. Trata-se de um espetáculo de teatro, música e animação virtual. E é, sobretudo, um convite às crianças a refletirem sobre o tema amizade.

A adaptação é de Luiz Eduardo Frin com contribuição de Érica Negreiros. Frin também é diretor da peça. Um Trovador, artista andarilho, vindo de todos os lugares, que chega para contar e cantar histórias. Dessa vez, o conto escolhido é ‘O Amigo Fiel’, escrito por Oscar Wilde. Para sua tarefa, o Trovador encontra dois parceiros, que estranham o final da história e propõem mudá-lo. É a vez de uma personagem muito divertida agir, pois ela existe para garantir que as histórias sejam contadas como seus autores as escreveram.

“A partir das características do conto original, estabelecemos algumas premissas para a nossa adaptação e para a criação do nosso espetáculo”, comenta Frin. A primeira premissa é a valorização do tema amizade, conceito absolutamente compreendido e sensível às crianças e aos jovens. A segunda premissa é a de respeitar o autor e seguir os caminhos pelos quais ele delineou o enredo de seu conto, inclusive o final.

Vale lembrar, que Oscar Wilde escreveu seus contos infantis para os seus filhos. De certa forma, queria alertá-los, de maneira pertinente às suas idades, para os desafios apresentados pela sociedade.

Outro diferencial de AMIGO será sua trilha sonora, especialmente composta para o espetáculo pelo músico Kevin Shortall. A concepção musical do espetáculo partiu da proposta de um diálogo entre a música praticada pelos músicos e artistas populares do sertão nordestino do Brasil e a música tradicional praticada no país do autor, a Irlanda. Shortall é filho de mãe brasileira e pai irlandês, com comprovada expertise nas músicas tradicionais de ambos os países, propõe uma trilha que ressalta as ricas coexistências de ambos os ramos musicais, além da correspondência entre alguns de seus instrumentos.

Por meio da inserção de músicas, cenários virtuais e animações digitais, a Cia tem como objetivo entreter e suscitar saudáveis discussões sobre as contradições inerentes à vida em sociedade. Assim, a concepção e produção audiovisual é um elemento estético central do projeto, que visa corroborar no desenvolvimento da criação do ambiente lúdico e dinâmico, pertinente a um espetáculo destinado às crianças.

Após cada apresentação haverá um bate-papo ao vivo com público, incentivado pelos artistas do espetáculo.

Serviços

Data: Sábado e Domingos – de 4 de junho até 19 de junho

  • 5 de junho apresentação com interpretação com linguagem de sinais
  • Local: o espetáculo será uma live, no canal do Youtube da Cia

Link: Oras – Carambolas Cia de Teatro – Youtube
Classificação: 6 anos
Duração: 50 minutos

Brenda Lee e o Palácio das Princesas no Núcleo Experimental

Teatro Brenda Lee

Teatro Brenda Lee – Foto de Laerte Késsimos

Depois de estrear em formato online na pandemia de Covid-19, o musical Brenda Lee e o Palácio das Princesas, do Núcleo Experimental, ganha sua versão presencial na sede do grupo. O espetáculo, que fica em cartaz de 9 de junho a 3 de julho, conta a história da travesti Caetana, também conhecida como Brenda Lee, que se tornou um marco na luta por direitos LGBTQIA+. O trabalho tem dramaturgia e letras de Fernanda Maia, direção e figurinos de Zé Henrique de Paula e música original e direção musical de Rafa Miranda.

O musical, que traz em cena seis atrizes transvestigêneres (Verónica Valenttino, Olivia Lopes, Marina Mathey, Tyller Antunes, Ambrosia e Leona Jhovs) e um ator cisgênero (Fabio Redkowicz), fala sobre a luta das travestis nas ruas de São Paulo, a escassez de oportunidades que as impele à prostituição e sobre como foram apoiadas por Brenda, que acolheu em sua casa, as doentes de Aids numa época em que quase nada ainda se sabia sobre a doença.

A orquestra é formada por Rafa Miranda (piano), Julia Passa (contrabaixo), Rafael Lourenço (bateria) e Carlos Augusto (guitarra e violão). Espetáculo conta, ainda, com preparação de atores de Inês Aranha e coreografia de Gabriel Malo.

A criação deste musical é uma continuidade das pesquisas do Núcleo Experimental sobre as possibilidades de interação entre música e teatro, consolida a trajetória do grupo como criador de musicais originais brasileiros e comemora os 10 anos da sua sede no bairro da Barra Funda.

A criação deste musical é uma continuidade das pesquisas do Núcleo Experimental sobre as possibilidades de interação entre música e teatro, consolida a trajetória do grupo como criador de musicais originais brasileiros e comemora os 10 anos da sua sede no bairro da Barra Funda.

“Contar a história do Palácio das Princesas é não só manter viva a memória de Brenda Lee, considerada o anjo da guarda da população LGBTQIA+ em São Paulo, mas retratar uma mulher trans protagonista em sua luta e ativismo. Com a criação deste musical, também pretendemos diversificar o grupo de artistas que trabalham com o Núcleo Experimental, empregando musicistas, atrizes, criativos e técnicos transexuais e transgêneros. Este projeto significa mais oportunidades para uma população discriminada no mercado de trabalho”, conta a dramaturga Fernanda Maia, que completa:

“O Núcleo Experimental tem consolidado uma obra em que o musical aparece não somente como diversão, mas como uma forma de arte que pode também refletir e discutir a sociedade. Um espetáculo composto por atrizes transvestigêneres, sobre uma importante travesti no panorama do surgimento da Aids e do fim da ditadura militar nos anos 80 significa colocar no centro do processo artístico criativo quem sempre esteve às margens. Fazer isso sob forma de musical significa atingir um tipo de público não habituado às histórias da população trans, contribuindo para a diminuição do apartheid social em que nos encontramos”.

Serviço

Brenda Lee e o Palácio das Princesas, do Núcleo Experimental

  • Temporada: 09/06 a 03/07
  • Teatro do Núcleo Experimental – Rua Barra Funda, 637, Barra Funda
  • Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada)
  • Classificação: 12 anos
  • Duração: 1h50
  • Capacidade: 96 lugares

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via