Início » O cinema feminino na Baixada Fluminense é tema de sessão e debate no CineSesc Nova Iguaçu

O cinema feminino na Baixada Fluminense é tema de sessão e debate no CineSesc Nova Iguaçu

Encontro vai reunir diretoras baixadenses para exibição do filmes “Lina” e “@predioposto13 - Meu Nome É União", ambas produções gravadas na cidade

por Redação
Prédio Posto (Foto: Mazé Mixo)

Nova Iguaçu/Baixada Fluminense – O Sesc Nova Iguaçu promove nesta quinta-feira (31), a partir das 18h, o evento “O Cinema Feminino na BF”, uma sessão de cinema seguida de debate. Serão exibidos dois filmes gravados em Nova Iguaçu e dirigidos por mulheres baixadenses: “Lina” da nilopolitana Melise Fremiot e “@predioposto13 – Meu Nome É União”, da belforroxense Josy Antunes.

O evento, que tem entrada gratuita e classificação indicativa para maiores de 16 anos, será uma oportunidade para ouvi-las contar sobre os desafios enfrentados por elas em anos de carreira no audiovisual trabalhando dentro e fora dos limites da Baixada Fluminense. Além disso, Melise e Josy prometem contar detalhes sobre os bastidores das duas produções gravadas em Nova Iguaçu em 2020 (@predioposto13) e 2021 (Lina), desde a concepção até a conclusão e lançamento das obras.

Histórias que se cruzam

Mais do que ter Nova Iguaçu como pano de fundo para as suas produções, as diretoras Melisa Fremiot e Josy Antunes assinam participação em ambos os projetos cinematográficos. “As equipes de Lina e do @predioposto13 tem muitas pessoas em comum e muito carinho envolvido entre elas. Vai ser uma sessão muito especial”, comenta Josy, sobre as equipes majoritariamente formadas por profissionais da Baixada Fluminense.

Embora possuam linguagens e formatos diferentes, a começar por @predioposto13 ser um longa-metragem documentário e Lina ser um curta-metragem de ficção, ambos são retratos da cidade compartilhados por nomes como os diretores de fotografia Getúlio Ribeiro e Mazé Mixo, o técnico de som DJ Demmer, as produtoras Gaby Benvindo e Julia Cavalcanti, além da própria diretora Melise, que no @predioposto13 é produtora e a Josy, que em Lina é Montadora.

“Lina”, de Melise Fremiot (2021)

A história fala sobre Lina, uma jovem sensível que mora com a doce vó Sabina e sua explosiva mãe Fátima, na periferia de Nova Iguaçu. Vivendo de forma conflituosa, as três mulheres de gerações distintas, trabalham com quentinhas em casa e têm visões diferentes sobre o amor. Entre momentos de atritos, cumplicidade e entregas de quentinhas, a adolescente encontra um caderno de poesia que a desperta para novos sentimentos.

Lina participou da seleção oficial do Festival do Rio, onde teve sua primeira exibição, no Cine Lagoon, na Lagoa, em dezembro de 2021, e no Estação NET Rio, em Botafogo. Também participou do Festival Visões Periféricas, com sessões no Cine Manguinhos e na Cinemateca do MAM, em fevereiro de 2022. A sessão no Sesc Nova Iguaçu será a primeira vez de Lina num telão na Baixada Fluminense.

@predioposto13 – “Meu Nome é União”, de Josy Antunes (2022)

O documentário “@predioposto13 – Meu Nome É União” costura memórias do antigo Hotel União, localizado às margens da Rodovia Presidente Dutra, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Desativado por cerca de 20 anos, é um ícone da Baixada Fluminense por ser ponto de referência para os moradores e um grande mural do xarpi carioca. O filme expõe e discute o próprio processo de fazer cinema, o valor da arte urbana e o capitalismo através de uma ótica coletiva. lançado em 19 de março, no Centro Cultural Donana, em Belford Roxo, a expectativa é levar o documentário para exibições em cineclubes e eventos.

Encontro vai reunir diretoras baixadenses para exibição do filmes “Lina” e “@predioposto13 – Meu Nome É União”, ambas produções gravadas na cidade

O Cinema Feminino na BF

Endereço: Rua Dom Adriano Hipolito, 10, Moqueta – Nova Iguaçu

Dia: 31/05/2022

Horário: 18h

Classificação: 16 anos

Entrada Gratuita

Informações: 2797-3046 – Valdomiro Meireles – E-mail: valdomiroaraujo@sescrio.org.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via