Belmond e Galleria Continua apresentam – obra de Daniel Buren na fachada de Belmond Copacabana Palace

Photo-souvenir, Daniel Buren, Escala colorida para Copacabana Palace, trabalho in situ, 2023. Details. © DB-ADAGP, 2024
Photo-souvenir, Daniel Buren, Escala colorida para Copacabana Palace, trabalho in situ, 2023. Details. © DB-ADAGP, 2024

A terceira temporada do MITICO, série artística anual da Belmond em parceria com a Galleria Continua, concentra-se pela primeira vez em um único artista: o aclamado artista contemporâneo internacional, Daniel Buren. A série global foi lançada em fevereiro no Mount Nelson, A Belmond Hotel, na Cidade do Cabo, e será seguida por mais projetos nas propriedades lendárias da Belmond: Copacabana Palace, A Belmond Hotel, no Rio de Janeiro; Villa San Michele, A Belmond Hotel, em Florença; Castello di Casole, A Belmond Hotel, na Toscana; Hotel Cipriani, A Belmond Hotel, em Veneza; e La Residencia, A Belmond Hotel, em Maiorca.

Intitulado “Haltes Colorées”, que significa ‘paradas coloridas’, cada uma destas seis obras pensadas para locais específicos oferece ao seu público um momento de pausa que possibilita uma nova perspectiva da localização ao entorno e da respectiva paisagem única. Para a série MITICO deste ano, as propriedades lendárias da Belmond continuam a servir como palco para a criatividade contemporânea, investindo tanto no patrimônio do futuro quanto do passado, simultaneamente.

Daniel Buren compartilha sua percepção sobre a série deste ano: “O que une os seis ‘Haltes’ da temporada 2024 do MITICO (Cidade do Cabo, Rio de Janeiro, Toscana, Veneza e Maiorca) é a beleza do ambiente de cada local. Celebrando a natureza e a arquitetura, esses seis trabalhos in situ altamente variados oferecem uma nova perspectiva das propriedades da Belmond, encaixando-se em um espaço diferente a cada vez”.

HISTÓRIA E NATUREZA REALÇADAS NO MOUNT NELSON  

A jornada começa aos pés da Table Mountain, no icônico Mount Nelson, na Cidade do Cabo, onde Buren convida os visitantes a tirarem um momento para contemplar sua obra – “Paradas Coloridas para Mount Nelson”, trabalho in situ, 2023. No coração do hotel, a nova obra envolve a fonte do jardim – um verdadeiro marco histórico, presente desde antes da inauguração do hotel. À medida que o hotel celebra 125 anos, seu papel como lar alegre da Cidade do Cabo é reforçado com este ousado projeto, que inicia sua programação cultural anual, seguida de perto por uma exposição inédita no Mount Nelson, em colaboração com a Norval Foundation.

Conhecido por criar interpretações arquitetônicas de ambientes por meio de cores e listras, Buren utiliza a forma circular da fonte como sua base, instalando pilares de 3 metros ao redor dela, que se alternam entre espelhos e listras. Essa sucessão de padrões interage de maneira lúdica com a natureza ao entorno, resultando em uma explosão de luz e movimento quando os visitantes passeiam por ela. De longe, a Table Mountain se estende sobre a silhueta do hotel, repousando nos pilares da fonte de Buren e integrando ainda mais sua obra à paisagem natural que se sobrepõe ao hotel.

A obra estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 16 de fevereiro de 2024 até 15 de fevereiro de 2025.

UMA INCORPORAÇÃO MONUMENTAL NO COPACABANA PALACE  

A segunda parada na jornada global do MITICO é o Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, onde Buren se inspirou na vibrante energia da cidade para criar sua obra mais monumental da série – Escala colorida para Copacabana Palace, trabalho in situ, 2023. Filtros de vinil coloridos adornam a famosa fachada do Copa, transformando o prédio de dentro para fora. Conforme o dia avança, visitantes e hóspedes do hotel conseguirão perceber a natureza em constante evolução da obra, à medida que luz e sombra se entrelaçam, criando um jogo de sombras e cores. Essa iluminação contínua, do anoitecer ao amanhecer, mergulha os espectadores nesta obra espetacular de arte. Além disso, a obra destaca perfeitamente a localização central do hotel, situado entre as colinas verdes e uma das praias mais bonitas da costa atlântica. Ela oferece uma perspectiva completamente nova sobre o papel contínuo do hotel como catalisador cultural por mais de 100 anos. O hotel conta com uma nova parceria com a Art Rio, a feira de arte mais importante do Brasil, que sediará uma série de palestras ao longo do ano no Copa.

A obra estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 14 de março a 30 de setembro de 2024.

­PAISAGENS ACENTUADAS NO CASTELLO DI CASOLE  

Para o Castello di Casole, localizado em uma extensa propriedade com 1.300 hectares de colinas no coração da Toscana, Buren criou três “portais” – um círculo, um quadrado e um triângulo – pelos quais é possível contemplar essa beleza natural. Cobertos por listras geométricas pretas e brancas, os “portais, ” intitulados Sosta colorata per Castello di Casole, lavoro in situ, 2023, serão colocados nos jardins, onde criarão novos pontos focais dentro dessa ampla vista panorâmica. Ao integrar a abundância natural nas obras, Buren traz as colinas das toscanas para os jardins do Castello, mantendo ao mesmo tempo sua beleza independente e destacando a conexão intrínseca entre a propriedade e o terreno ao entorno. Essas capturas naturais isoladas ecoam a tradição japonesa de jardins Shakkei, integrando características da paisagem próxima e distante por meio de aberturas de várias formas, dando ao jardim uma impressão de infinitude. Originalmente um castelo medieval de um antigo local etrusco, o hotel presta homenagem à surpreendente vida natural ao redor e mantém tradições agrícolas, alinhando-se assim perfeitamente com a história da propriedade, transmitindo uma sensação de espaços e tempos infinitos.

A obra de arte estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 5 de abril até 17 de novembro de 2024.

­CORES EM TRÂNSITO NA VILLA SAN MICHELE 

Daniel Buren faz sua próxima parada na Villa San Michele – um antigo mosteiro do século XV, situado nas colinas de Fiesole com vista para Florença. Inspirado nesta obra-prima renascentista, com uma fachada atribuída à escola de Michelangelo, Buren escolheu uma localização inovadora para sua obra, Sosta colorata per Villa San Michele, lavoro in situ, 2024. O teto de vidro do bar do hotel, antes um pequeno claustro, torna-se a tela de Buren, transformando uma área no epicentro do hotel em um ponto de destaque. Aqui os viajantes são convidados a se acomodar e experimentar a arquitetura sob uma nova luz, à medida que reflexos coloridos varrem o espaço com o movimento do sol. Esta obra junta-se a Window & Ladder e The Cloud, de Leandro Erlich, que permanecem como elementos permanentes do hotel desde a primeira série do MITICO, em 2022.

A obra estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 3 de abril a 30 de setembro de 2024.

­UMA IMERSÃO DE CORES NO HOTEL CIPRIANI 

A próxima etapa desta expedição criativa é o Hotel Cipriani, em Veneza, onde a obra de Daniel Buren tem curadoria exclusiva pela Galleria Continua e Hervé Mikaeloff. Aqui, novamente, Daniel Buren concentra-se na fonte do hotel – um relicário arquitetônico histórico que remonta ao período anterior à construção do próprio hotel. Enquanto no Mount Nelson, a fonte inspirou Buren a criar pilares que refletiam a paisagem, no Hotel Cipriani, ele constrói uma nova estrutura circular imersiva de janelas e portas coloridas. As listras brancas nesta obra, intitulada Sosta colorata per Hotel Cipriani, lavoro in situ, 2023, conectam-na perfeitamente ao restante do projeto global. A ambição de Buren é convidar o viajante a fugir da agitação da cidade, adentrando no sereno oásis do Hotel Cipriani para descobrir um espaço artístico totalmente novo. O artista cria uma nova localização para ser explorada dentro deste hotel histórico, conhecido por seus refúgios emblemáticos – desde os Jardins Casanova até a piscina de proporções olímpicas.

A obra estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 11 de abril a 30 de setembro de 2024.

­COR TRANSLÚCIDA NA LA RESIDENCIA 

Finalmente, em La Residencia, em Mallorca, Buren oferece sua própria interpretação de um espaço que não é inédito a intervenções artísticas. Localizado no território de Deià, palco de instalações artísticas organizadas junto com a Galleria Continua, e lar de 33 obras originais de Joan Miró, o hotel transborda com criatividade cultural. A intervenção de Buren adiciona uma nova camada a esse legado de longa data, assumindo o terraço com uma instalação colorida e imersiva. A obra, Descanso colorido para La Residencia, trabajo in situ, 2024, cria uma nova experiência visual para os hóspedes, estabelecendo uma pérgola translúcida que segue os contornos do terraço, projetando um arco-íris em seu entorno que evolui com o curso do sol. Sob esta cobertura, Buren convida os hóspedes a descansar e contemplar a paisagem mediterrânea com olhos renovados, no coração da Sierra de Tramuntana, protegida pela UNESCO.

A obra estará disponível para ser vista por hóspedes e visitantes de 30 de abril a 10 de novembro de 2024.

“Haltes Colorées” de Daniel Buren é uma audaciosa interação de arte, arquitetura e natureza. Cada obra do MITICO está em perfeita harmonia com sua localização, despertando os sentidos dos viajantes e criando uma experiência única para o local, que transcende fronteiras. Por essas obras, Buren incentiva os espectadores a encontrar uma nova perspectiva sobre a beleza da arquitetura da Belmond e dos amplos arredores naturais. 

BELMOND

A Belmond nasceu da paixão por conectar viajantes exigentes aos lugares e jornadas mais notáveis do mundo. De hotéis e trens a cruzeiros fluviais e safáris, a Belmond cria experiências incomparáveis e constrói histórias inesquecíveis. Com uma história que se estende por mais de 45 anos, desde a aquisição do Hotel Cipriani em Veneza em 1976, a Belmond cresceu para se tornar uma coleção global de 47 propriedades espalhadas por 28 países e territórios. Destinos excepcionais conectados por jornadas lendárias são a essência da Belmond, onde o caminho que o leva a um lugar é tão importante quanto o destino em si. Como pioneira das viagens lentas, a Belmond opera o Venice Simplon-Orient-Express desde 1982. O grupo posteriormente expandiu-se para incluir resorts de praia intocados, como Maroma na Riviera Maia, refúgios históricos como a Villa San Michele nas colinas de Florença, ícones urbanos como o Copacabana Palace no Rio de Janeiro e portais para locais do patrimônio mundial da UNESCO, como o Hotel das Cataratas no Parque Nacional do Iguaçu, no Brasil. 

Como orgulhosos guardiões de propriedades cheias de histórias, a Belmond está comprometida em construir sobre o passado para criar um novo legado: o patrimônio do futuro. Trabalhando com comunidades e talentos locais, juntamente com os chefs, designers e artistas mais respeitados do mundo, a Belmond continua sua missão de perpetuar a lendária arte de viajar. Desde 2019, a Belmond faz parte do grupo de luxo líder mundial, LVMH (Moët Hennessy Louis Vuitton).

 GALLERIA CONTINUA 

A GALLERIA CONTINUA abriu suas portas em San Gimignano em 1990, idealizada por três jovens amigos que iniciaram sua aventura em um espaço na Via della Rocca, nesta vila no coração da Toscana. O objetivo era levar a arte contemporânea para um ambiente rural, longe do agito das metrópoles e dos principais centros culturais. O nome da galeria nasceu do desejo dos três fundadores de realçar a ligação entre passado, presente e futuro, uma ambição compartilhada por todos os espaços abertos pela galeria ao redor do mundo ao longo dos anos.

A GALLERIA CONTINUA expandiu-se nos últimos trinta e dois anos e agora possui oito espaços em cinco continentes. Foi a primeira galeria estrangeira com um programa internacional a abrir na China em 2004, antes de inaugurar seu espaço Les Moulins no interior de Paris três anos depois, uma vitrine monumental para grandes intervenções e exposições. Em 2015, a galeria embarcou em uma nova jornada para Havana, Cuba, com o objetivo de transcender todos os tipos de fronteiras. Em 2020, a galeria abriu um novo espaço de exposições em Roma, dentro do St. Regis Hotel, assim como outro no Brasil, no complexo esportivo Pacaembu (São Paulo), um espaço inclusivo distante dos cânones da galeria de cubo branco. Em 2021, a galeria mudou-se para o coração de Paris, no distrito de Marais, com um espaço de exposição, uma mercearia que oferece produtos excepcionais de todos os países onde a galeria está presente, e um balcão de sorvetes da Gelateria Dondoli. Também em 2021, a galeria abriu um novo espaço em Dubai, no Burj al-Arab, um icônico edifício em forma de vela localizado próximo à praia de Jumeirah. 

DANIEL BUREN 

Daniel Buren
Daniel Buren

Nascido em 1938 em Boulogne-Billancourt, França, Daniel Buren vive e trabalha in situ. A partir de 1960, ele desenvolveu um estilo radical de pintura que brincava tanto com a economia de meios empregados quanto com a relação entre a obra e seu espaço de exposição. Em 1986, ele criou a obra in situ (específica para o local) Les Deux Plateaux (também conhecida como Les colonnes de Buren), para a Cour d’Honneur do Palais-Royal em Paris. No mesmo ano, ele recebeu o prêmio Leão de Ouro na Bienal de Veneza. Ele é um dos artistas mais ativos e reconhecidos no cenário internacional. Em 2007, Daniel Buren foi agraciado com o Præmium Imperiale de pintura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui