I ❤ PRIO Blues & Jazz Festival reúne artistas da cena nacional do jazz e da MPB a partir de 30 de maio no Rio de Janeiro

Com entrada gratuita, evento conduz o público a uma experiência musical imersiva, reproduzindo uma tradicional casa de jazz norte-americana.

Data:

Entre os dias 30 de maio e 9 de junho, o I ♥ PRIO Blues & Jazz Festival convida o público carioca para uma experiência imersiva no Teatro I ♥ PRIO, no Jockey Club Brasileiro, na Gávea. Com entrada gratuita, o festival reúne shows, exposições, performances, oficinas de música e mixologia. Os primeiros a entrarem no evento ganharão um cartaz exclusivo com a arte do dia. Pessoas cadastradas no site terão prioridade no acesso entre 17h e 18h30: https://www.priobluesejazzfestival.com.br/ 

O Teatro I ♥ PRIO será transformado em uma tradicional casa de jazz norte-americana, com direito a performances de um dançarino de jazz e de um saxofonista itinerante. A artista paulista Fe Motta, conhecida por pintar retratos de jazzistas famosos na frente da plateia, irá expor 28 telas prontas e pintará outras três, ao vivo, nas três primeiras noites do festival. Nos dias 30 de maio, 4, 5, 6 e 9 de junho, o lounge do teatro ganha um espaço para mini-oficinas de jazz, conduzidas pelo multi-instrumentista britânico Tom Ashe com participação de seus alunos do Favela Brass, projeto patrocinado pela PRIO. No palco, os shows ficam por conta de atrações instrumentais e de artistas da MPB, celebrando a influência do Blues e do Jazz na música brasileira, da bossa nova ao rock. 

Com uma apresentação concebida especialmente para o público do  festival, a banda instrumental André Vasconcellos Jazz & Blues Trio, formada por Eduardo Farias (piano), Cassius Theperson (bateria) e André Vasconcellos (baixo acústico), traz releituras modernas e descontraídas de clássicos do jazz e do blues. No repertório, temas como “Cantaloupe Island” (Bernie Hancock), “Song For My Father” (Horace Silver) e “Caravan” (Duke Ellington), além das interpretações de canções de Ray Charles, Jimi Hendrix e Stevie Wonder. “A estética do jazz e os caminhos do blues, tanto como movimento artístico e especialmente musical, trazem a liberdade e a criatividade como expressões principais. As músicas serão interpretadas de forma criativa e contemporânea, marca fundamental do Trio”, comenta André Vasconcellos, que abre o palco nos quatro primeiros dias de festival. 

Foi depois de uma participação no Festival de Montreux, no final da década de 1970, que A Cor do Som ampliou sua potente fusão de ritmos brasileiros – como pop, choro, baião – com rock progressivo e jazz. O grupo formado por Dadi Carvalho, Armandinho Macêdo, Mú Carvalho e Gustavo Schroeter é a segunda atração do dia 30 de maio. No repertório do show, clássicos como “Menino Deus”, “Abri a Porta”, “Palco”, “Zanzibar”, “Beleza Pura” e “Semente do Amor”. 

A mescla de gêneros musicais também faz parte do estilo de Marcelo Mariano, que faz o segundo show da noite de 31 de maio. No palco, o baixista, produtor musical, compositor e arranjador apresentará diversas vertentes e facetas de seus 40 anos de carreira, reunindo pop, jazz, soul, funk e música brasileira. A apresentação terá a participação especial de Torcuato Mariano. Também nas comemorações de quatro décadas de sucesso, o saxofonista, cantor e compositor George Israel vai transitar entre o rock e o blues no segundo show do dia 1º de junho.

A segunda apresentação do dia 2 de junho fica por conta de Ithamara Koorax, considerada um dos grandes ícones femininos do jazz brasileiro, eleita 12 vezes como uma das melhores cantoras do mundo pela DownBeat e outras pu e eleita já 12 vezes uma das melhores cantoras de jazz do mundo pela DownBeat e outras revistas, Ithamara Koorax já lançou 25 discos. Em sua apresentação, a cantora passeia pelo estilo, com pitadas de blues e da MPB. A artista trabalhou com grandes nomes da música internacional, como Ron Carter, Larry Coryell, Dave Brubeck, John McLaughlin, Gonzalo Rubalcaba e Claus Ogerman, tendo participado de festivais de jazz por toda a Europa, com passagens também por tradicionais casas do gênero, como Blue Note, em Nova Iorque, e Jazz Café, em Londres. 

Já o saxofonista Glaucus Linx abre o festival nos dias 3, 4 e 5 de junho, acompanhado pela banda instrumental Blues Shooters. Formado por Marcus Kenyatta (guitarra), Ygor Hellborn (bateria) e Pedro Leão (contrabaixo), o show traz um enfoque do blues pouquíssimo conhecido e divulgado no Brasil. “Tenho certeza de que a noite será seguramente plena de swing e alegria”, afirma Glaucus, que já participou dos festivais de jazz de Montreux, Cascais, Skopje (Macedônia), Jazz à Nantes, Nice e Free Jazz.

Fernando Rosa, convidado recentemente para tocar ao vivo na banda de Lenny Kravitz, desenvolveu um estilo próprio diferenciado, que mostra no segundo show do dia 3 de junho. Dedicando-se à música instrumental autoral, o contrabaixista atingiu uma combinação perfeita entre a música brasileira, o soul, o hip hop, o experimental, o fusion e, lógico, o jazz. Com o projeto “Alive”, lançado em 2021, o músico levou ao palco de casas como Jazz Café, em Londres, e o icônico New Morning, em Paris, a releitura de clássicos dos anos 70 e 80. 

Outro artista que criou um show especial para o festival é Evandro Mesquita, que se apresenta com The Fabulous Tab, banda de amigos que resgata canções dos anos 70 que inspiraram gerações de músicos em todo o mundo. “Nossos arranjos para essas músicas me remetem a Saquarema, quando ouvíamos BB King, Freddie King envolta da fogueira. Blues de alma! Além de Jimmy Hendrix, Bob Dylan, Rolling Stones, Led Zeppelin, Bob Marley, que são artistas que nos influenciaram. É puro prazer relembrar essas músicas com amigos queridos – e músicos excepcionais. Vai ser uma noite bem divertida e saborosa”, avisa o cantor, que faz o segundo show do dia 4 de junho.

Claudio Zoli celebra quatro décadas de estrada com um show inspirado nos mestres da soul music brasileira – Tim Maia e Cassiano – e em referências internacionais, como Jimi Hendrix, B.B. King, Freddie King, Albert King e David Walker. “Cresci ouvindo Marvin Gaye, Stevie Wonder e Tim Maia, com quem aprendi muito assistindo aos seus ensaios no Seroma”, conta o guitarrista, que fecha a noite de 5 de junho. 

Considerado pela mídia internacional como “a versão brasileira do guitarrista de jazz norte-americano Joe Pass”, Nelson Faria se apresentou em festivais de jazz de mais de 30 países. O instrumentistas é também violonista, arranjador e compositor, além de host do programa “Um café lá em casa”, canal do YouTube veiculado na TV Arte 1, Music Box Brasil e Futura. O artista abre as noites entre 6 e 9 de junho. 

Com 25 anos de estrada e milhares de quilômetros rodados, o cantor, compositor, arranjador, produtor e multi-instrumentista Rodrigo Sha é a segunda atração do dia 6 de junho e promete uma viagem de estilos a bordo de seu saxofone, envolvendo bossa nova e música eletrônica.

A banda instrumental Azymuth, que tem como mote “o clássico do jazz para as novas gerações”, destaca-se pela fusão criativa de elementos do samba, da bossa nova, do soul e do jazz fusion. Fundada na década de 70 por Alex Malheiros (baixo), Ivan Conti (bateria) e José Roberto Bertrami (piano), a banda passou a ser um “estilo” incorporado nas setlists de diversos DJs, levando o som do Azymuth para uma plateia de jovens amantes do som fusion de raiz brasileira, sem excluir os fãs de longa data. Formada atualmente por Alex Malheiros, Kiko Continentino (piano) e Renato Massa (bateria), a banda é a segunda atração do dia 7 de junho. 

Comemorando 30 anos de carreira, o cantor e compositor Paulinho Moska vai representar o rock nacional, gênero fortemente influenciado pelo blues. “A coisa de que mais gosto nessa vida é estar em cima do palco, tocando e cantando. É o momento em que tudo transcende e a música me coloca em estado de êxtase, numa viagem sensorial. É também quando recebo uma energia fundamental na minha vida: o olhar do público”, conta Paulinho Moska, que fecha a noite do dia 8. O encerramento do I ♥ PRIO Blues & Jazz Festival fica por conta do cantor, compositor e guitarrista, Rodrigo Suricato, segunda atração do dia 9 de junho.

O I ♥ PRIO Blues & Jazz Festival  é uma realização do Governo Federal, Ministério da Cultura, Br Projects,  PECK e apresentado pela PRIO. 

Line Up

  • 30 de maio, quinta: André Vasconcellos Jazz & Blues Trio + A Cor do Som 
  • 31 de maio, sexta: André Vasconcellos Jazz & Blues Trio + Marcelo Mariano 
  • 1 de junho, sábado: André Vasconcellos Jazz & Blues Trio +  George Israel 
  • 2 de junho, domingo: André Vasconcellos Jazz & Blues Trio +  Ithamara Koorax
  • 3 de junho, segunda: Glaucus Linx + Fernando Rosa 
  • 4 de junho, terça: Glaucus Linx +  Evandro Mesquita
  • 5 de junho, quarta:  Glaucus Linx + Claudio Zoli
  • 6 de junho, quinta:  Nelson Faria + Rodrigo Sha
  • 7 de junho, sexta: Nelson Faria + Azymuth 
  • 8 de junho, sábado: Nelson Faria + Paulinho Moska 
  • 9 de junho, domingo: Nelson Faria + Rodrigo Suricato 

SERVIÇO:

I  ♥  Prio Blues & Jazz Festival 
DATAS: De 30 de maio a 9 de junho 
LOCAL: Teatro I ♥ PRIO – Jockey Club Brasileiro 
END.: Av. Bartolomeu Mitre, 1110 – Lagoa, Rio de Janeiro 

HORÁRIOS:

  • Abertura do teatro: 17h
  • School of Jazz: dias 30 de maio, 4, 5, 6 e 9 de junho, das 17h às 18h30
  • Primeiro show: 19h
  • Segundo show: 20h15

ENTRADA FRANCA – o acesso será por ordem de chegada (sujeita a lotação). Quem se inscrever pelo site terá prioridade de acesso entre 17h e 18h30.

Classificação: 18 anos. Menores de idade apenas acompanhados pelos pais ou responsáveis legais. 

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Cardápio da Bauernfest é remodelado para a 35ª edição da festa em Petrópolis

Com uma grande expectativa para mais uma Bauernfest, a...

Peixoto Sushi prepara um festival em homenagem ao Dia do Ceviche

Sexta, dia 28 de junho, comemora-se o Dia do...

De Cabo Frio para o mundo: Chef da Região dos Lagos participa do Boca Burger Battle 2024

Conhecido por sua paixão por hambúrgueres, que já rendeu...

NorteShopping prepara segunda edição do Arraiá Taste lab

Bandeirinhas, roupas quadriculadas, chapéu de palha e todo o...
Compartilhe
Send this to a friend