Início » Museu do Amanhã e Sodexo oferecem formação em gastronomia para mulheres da Pequena África

Museu do Amanhã e Sodexo oferecem formação em gastronomia para mulheres da Pequena África

Projeto Sabores dos Saberes promove a expansão de conhecimentos gastronômicos da região

por Redação
Museu do Amanhã

O Museu do Amanhã, em parceria com a Sodexo On-site, líder em serviços de alimentação corporativa e facilities, lançará, em 02 de setembro, a formação gastronômica “Sabores dos Saberes”, ministrada por um grupo de mulheres profissionais da gastronomia da Pequena África, que compartilharão seu conhecimento com outras mulheres moradoras do território em seis encontros. Além de fortalecer as narrativas locais, o projeto, que conta com o apoio institucional da associação cultural Lanchonete<>Lanchonete, que incentivará o preparo de uma alimentação saudável e focada na redução de desperdícios de alimentos.

“O projeto Sabores dos Saberes busca dialogar diretamente com a presença ancestral das mulheres que utilizam o trabalho da gastronomia como forma de existência e resistência, construindo caminhos para alcançar autonomia para si e para os seus, na região da Pequena África”, conta Luis Araújo, Gerente de Conteúdo e Territórios do Museu do Amanhã.

“Criar um dia a dia melhor para as pessoas, para construir uma vida melhor para toda a sociedade é o propósito da Sodexo. Entendemos que a alimentação é reflexo de cuidado, de saúde e de valorização da cultura. O projeto Sabores dos Saberes é uma iniciativa que vem ao encontro de nossa missão, trazendo qualidade de vida e proporcionando conhecimento e empoderamento às mulheres da Pequena África. Estamos muito felizes em contribuir com a disseminação de conhecimentos que valorizam a saudabilidade, a sustentabilidade e a cultura e ancestralidade africana”, destaca Mônica Soto, gerente de Responsabilidade Corporativa da Sodexo On-site.

“O projeto Sabores de Saberes vem a consolidar gestos institucionais há tanto tempo articulados pela Lanchonete <> Lanchonete em defesa das mulheres negras da Gamboa. É uma imensa alegria legitimar os saberes ancestrais de mulheres poderosas que conhecemos e que trabalham no bairro, em suas casas, em seus institutos, em seus restaurantes, circulando renda entre elas como professoras e entre outras manas como aprendizes”, destaca Thelma Vilas Boas, Presidente da Lanchonete <> Lanchonete.

Além de favorecer o fortalecimento da rede de profissionais da gastronomia no território, a formação visa contribuir para a criação de caminhos à autonomia financeira das mulheres atendidas, fomentar o debate sobre o uso sustentável dos alimentos, além de criar oportunidades de reflexão que levam às soluções práticas que possam ser aprendidas e passadas adiante.

Entre as mentoras de “Sabores dos Saberes” estão Luziete Fernandes, que comanda o restaurante Quitutes da Luz; Leila Leão, à frente da Casa Omolokum; Dona Jura, chef do Bar da Jura; Mãe Celina de Xangô, Iyalorixá e Gestora do Centro Cultural Pequena África; Rosana Batista, que integra o coletivo gastronômico Sabores do Porto.

Ao final do curso, haverá uma celebração em torno de todos os saberes e trocas realizados ao longo do projeto, que contará com a participação do Instituto Comida e Cultura (ICC). Como forma de ampliar a abrangência dos saberes compartilhados no projeto, uma publicação com base nas receitas do curso e uma série de minidocumentários, com as histórias das mulheres participantes, devem ser lançados em dezembro de 2022.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via