Início » Pescadores de Magé recebem auxílio-alimentação e recolhem 4,5 toneladas de lixo

Pescadores de Magé recebem auxílio-alimentação e recolhem 4,5 toneladas de lixo

por Rafael Gomes

O auxílio alimentação é pago aos pescadores todo mês, pela FEPERJ

Já que a maré não está para peixe, os pescadores da colônia Z-9, em Magé, que fazem parte do programa ‘Águas da Guanabara’, realizaram mais um mutirão de limpeza e recolheram 4,5 toneladas de lixo nesta sexta-feira (28).

O projeto visa, qualificar e quantificar os resíduos sólidos e os impactos que eles possuem sobre a fauna e a flora da Baía de Guanabara, através de novos olhares sobre esses problemas. 

Com a participação direta dos pescadores, o projeto busca contribuir para novas ações de gestão, cidadania, e de respeito ao meio ambiente, proporcionando melhores condições de trabalho aos pescadores. 

A Federação de Pescadores do Estado do Rio de Janeiro (FEPERJ), além de remunerar os pescadores, também oferece mensalmente o auxílio-alimentação. E hoje foi dia de receber.

Cada profissional que recebia o envelope com o cartão, saía com o sorriso estampado no rosto. Por um único motivo. Quem explica é a pescadora Roseli Rodrigues Barroso, que está no ramo há 40 anos.

“Esse benefício é muito importante, porque a pescaria não está boa. E esse projeto está sendo tudo pra gente e com esse cartão, melhor ainda”, disse a pescadora. 

José Nilton da Costa Medeiros, iniciou a vida de pescador ainda criança, acompanhando o pai, explica que, além do lixo, principalmente no inverno, a pescaria fica muito difícil.

“Todos nós, a dificuldade desse período, e receber esse cartão é uma benção. Agradecemos muito a colônia Z-9 e a federação que vem nos ajudando com o projeto águas da Guanabara”. 

Para a presidente da colônia Z-9, em Magé, Elaine Cristina Barroso Ferreira, não há nada mais gratificante que ver o sorriso no rosto de cada pescador.

“Como apelidado pelos pescadores, todos estamos “TRABALHANDO COM AMOR”. É gratificante demais unir meio ambiente limpo e renda extra, a felicidade estampada no rosto de cada um dos 116 pescadores que atuam nas águas da Guanabara, faz com que a gente se renove a cada dia “, disse Elaine.

A FEPERJ, é uma entidade federativa de âmbito estadual, que congrega as 26 Colônias de Pescadores do Estado do Rio de Janeiro

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via