Dasa disponibiliza vacina tetravalente no combate ao vírus da gripe

O imunizante, oferecido nas marcas diagnósticos da rede, é composto por dois subtipos de Influenza A e mais dois subtipos de Influenza B

por Redação

A campanha de vacinação contra a gripe da Dasa, maior rede de saúde integrada do Brasil, acontece todos os anos e em 2023 tem início nesta quarta-feira (15). Em 2022, segundo o Ministério da Saúde, o Brasil não atingiu a meta de cobertura vacinal que era de 90%. Entre as 54,7 milhões de pessoas que formam os grupos prioritários (gestantes, crianças, idosos e profissionais de saúde), apenas 33,5 milhões foram imunizadas, o que representa uma cobertura de 61,3%.

A adesão da população é importante porque, além de evitar complicações, a vacina da gripe também reduz a circulação do vírus influenza, que tem alta capacidade de mutação, criando outros subtipos, assim como acontece com a Covid-19.

A vacina oferecida nas marcas de diagnósticos da Dasa é tetravalente, o que se diferencia da trivalente, oferecida pelo SUS (Sistema Único de Saúde), por conferir uma proteção ainda maior, já que é composta por dois subtipos de Influenza A e mais dois subtipos de Influenza B. Segundo o Dr. Alberto Chebabo, infectologista da Dasa, para aumentar os níveis de proteção e evitar futuras ondas de casos da doença, é fundamental que a população se conscientize sobre a importância do imunizante.

“A vacina da influenza tem uma capacidade de gerar proteção, por meio dos anticorpos, que duram entre 6 e 8 meses. Quando a imunização acontece em março, por exemplo, estamos pensando em uma proteção ampla no período de maior circulação do vírus, que engloba o outono e o inverno. Por isso, precisamos orientar a população sobre a importância da proteção a partir da aplicação do imunizante”, afirma.

O especialista explica que, após os 60 anos, a resposta imune tende a diminuir, fazendo com que os anticorpos não tenham o mesmo desempenho que os de uma pessoa jovem, por exemplo. “Isso acontece por conta do envelhecimento do sistema imune, algo que é natural com o avanço da idade. Por isso, é tão importante que a vacinação esteja em dia”, orienta.

Além disso, sem o imunizante, o organismo tem menos mecanismos de defesa contra uma doença viral aguda que afeta o sistema respiratório e que, se não tratada, pode levar à morte. “Sem a defesa do corpo, pode haver a possibilidade de um quadro de maior gravidade de influenza, como pneumonia, ou a piora da doença de base que o paciente venha a ter. No caso do idoso, que geralmente tem outras comorbidades associadas, como hipertensão, por exemplo, há um risco maior da piora dessa doença”, completa.

A vacina da gripe está disponível nas marcas, como Sergio Franco, Lâmina e Bronstein, pertencentes a Dasa, no Rio de Janeiro. Além disso, também é possível se vacinar via atendimento móvel “Saúde Até Você”, que vai até o local de preferência do paciente. Para atendimento nas unidades, não é necessário agendar, mas se preferir, poderá ser realizado via aplicativo Nav, assistente de saúde digital da Dasa, disponível para download gratuito nas principais lojas digitais.

Você pode gostar

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceito Leia mais

Share via