Início » Terceira edição do Risco traz shows, performances, filmes e intervenção urbana

Terceira edição do Risco traz shows, performances, filmes e intervenção urbana

por Waleria de Carvalho
IAN da Kozmos

Com programação gratuita ou a preço popular, o festival com foco na produção queer do Brasil, América Latina e Caribe acontece na Oficina Cultural Oswald de Andrade, Studio SP, Parque Augusta, Galeria540 e Cervejaria Tarantino, além de contar também com programação online.

Essa terceira edição do RISCO Festival é idealizado pela multi-artista e curadora Natalia Mallo e ocupa a cidade de São Paulo com foco no risco artístico e na arte dissidente. Marcado para acontecer entre 31 de março e 3 de abril, de quinta a domingo, em diversos espaços, o RISCO será uma oportunidade de tomar contato com produções artísticas ousadas, desafiadoras e inspiradoras, capazes de fortalecer comunidades dissidentes – em âmbito brasileiro e internacional – e continuar servindo como plataforma de encontros, trocas e co-criações. A programação é inteira gratuita, exceto pela festa no Studio SP e show de encerramento, que terá ingressos vendidos a preços populares.

Destaques do festival são a dupla argentina de performance Lolo y Lauti, que tem circulado pelos eventos mais importantes de artes visuais da América Latina e do mundo. A dupla apresenta o filme Carmen, recriação da ópera de Bizet com elenco de mulheres trans e drag queens latinas. Além do filme, os artistas farão a performance iSEXY, em que discutem sexo, intimidade e realidade virtual.

O RISCO ainda realiza dois eventos internacionais com foco em Arte Queer, o 6º Encontro Internacional de Arte Queer, com artistas de diversos países, e o QUEER LAB curadoria, com foco na internacionalização de artistas dissidentes do Brasil.
O público poderá participar ativamente da intervenção urbana a ser realizada no sábado, com ponto de encontro no Parque Augusta. Neste evento,

serão distribuídos pelo centro da cidade lambe-lambes com imagens produzidas pela estilista e ativista trans jamaicana Emani Edwards com imagens impactantes que revelam a experiência trans e dissidente no Caribe.

Nos shows musicais, Fifi Real, cantora argentina de Tango Queer, dividirá a noite com a cantora, atriz e colunista Marina Mathey. A festa oficial do festival, na sexta-feira, terá o show da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana no Studio SP da rua Augusta. A noite de sábado será embalada pela DJ Evelyn e pelo show Glitch do multi-artista ALI. Outro destaque é a rapper indígena Katu Mirim, que se apresenta no fechamento do festival junto do bloco carnavalesco Explode Coração, que homenageia Maria Bethânia.

A programação online traz a rapper franco-chilena Ana Tijoux com conteúdo produzido especialmente para o festival e uma conversa com a rapper indígena Katu Mirim, que também integra a programação presencial. “O RISCO é um festival de dissidência, de risco no sentido artístico – trazemos artistas que podem incomodar, mas que também exercem em sua arte uma relação com o prazer”, conta Natalia Mallo.

Programação Completa em: www.riscofestival.me
Contato: contato@corporastreado.com
Redes sociais: @riscofestival
OBS: Em todos os eventos, será solicitada carteira de vacinação completa (2 doses ou mais) e uso de máscaras.

Maíra Freitas e Jazz das Minas fazem show na Cidade das Artes

Maíra Freitas

Maíra Freitas

No dia 02 de abril às 19h o Teatro de Câmara da Cidade das Artes recebe Maíra Freitas e Jazz das Minas. O sexteto feminino formado por Maíra Freitas (piano/voz e direção musical), Samara Libano (violão 7 cordas), Monica Avila (sax/flauta/voz), Marfa Kurakina (baixo elétrico), Flavia Belchior (bateria/voz) e Rapha Morret (percussão) apresenta o show que celebra, a partir de uma interpretação própria, a música preta brasileira e mundial.

A ideia de montar a banda aconteceu em 2019, quando Maíra foi convidada a participar do festival Jazzing, em Angola. “Foi a oportunidade de colocar em prática a ideia que eu já vinha falando há algum tempo, de que o mercado da música é muito masculino e isso tem muito a ver com as oportunidades que são dadas às mulheres. Certa vez eu ouvi de um empresário que por estar grávida eu ficaria uns dois anos sem trabalhar – e grávida eu fiz turnê com Gilberto Gil”, pontua a multiartista.

No repertório do show estão músicas autorais e releituras de clássicos nas vozes de Nina Simone, Elza Soares, Sandra de Sá, Gilberto Gil, Leci Brandão, Dona Ivone Lara e Milton Nascimento, além de autoras contemporâneas como Mart´nália e Caio Prado.

“É muito louco pensar que a maioria dos grupos são formados por homens e que geralmente só cantam músicas de autores homens. Nós somos um grupo de mulheres que canta músicas majoritariamente de mulheres, mas também cantamos artistas homens que merecem nosso carinho. E que fique claro que não temos problemas com os homens, são eles que têm problemas com a gente, insegurança, sei lá”, questiona Maíra, cujo show oferece meia-entrada ainda a mulheres e pessoas pretas.

Inicialmente um quarteto com bateria, teclado, violão 7 cordas e baixo acústico, o Jazz das Minas veio ganhando corpo e suingue com a incrementação de percussão, sax, flauta e vozes. Em 2021 a banda participou do festival Sesc Jazz, em São Paulo, com ingressos esgotados e excelentes críticas. Em 2022, o sexteto sacudiu a plateia da FLUP (Festa Literária das Periferias) no Museu de Arte do Rio.

SERVIÇO:

SHOW MAÍRA FREITAS & JAZZ DAS MINAS
QUANDO – 02 de abril (Sábado)
HORÁRIO – 19h
ONDE – Teatro de Câmara da Cidade das Artes
ENDEREÇO – Av. Das Américas, 5300 – Barra da Tijuca
INGRESSOS – R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia-entrada para estudantes, idosos, mulheres e pessoas pretas)
LINK PARA INGRESSOS – https://bileto.sympla.com.br/event/71979/d/129942
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA – Livre
INSTAGRAM – @jazzdasminas e @mairaff
OBRIGATÓRIA A COMPROVAÇÃO DE VACINAÇÃO

FICHA TÉCNICA:
Produção: Danada Produções
Direção Musical: Maíra Freitas
Piano e Voz: Maíra Freitas
Sax/Flauta e Voz: Monica Avila
Violão 7 Cordas: Samara Libano
Bateria e Voz: Flavia Belchior
Percussão: Rapha Morret
Baixo: Marfa Kurakina
Técnicas de Som: Daniela Pastore e Raquel Lázaro
Iluminadoras: Lu Luz e Fernanda Mantovani
Roadie: Jucks
Produção Executiva: Mario Rocha
Assistente de Produção: Ana Cruz
Arte Visual: Ani Haze
VJ: Raina Rosa
Contra Regra: Ana Cruz
Motoristas: João Miguel e André Braga
Fotógrafas: Fernanda Assis e Isabela Espindola
Assessoria de Imprensa: Marrom Glacê Assessoria
Redes Sociais: LB Digital
Apoio: Mary Afro

Banda Certas canções no Teatro Ipanema

Banda Certas Canções

Banda Certas Canções

O show TUDO O QUE PODIA SER – TRIBUTO AOS 50 ANOS DO ÁLBUM CLUBE DA ESQUINA: RIO A MINAS GERAIS O SONHO É DE TODOS com a Banda Certas Canções formada pelos músicos Thadeu Camargo (voz e violão), Leo Salles (violão e baixo), Marcelo Braga (flauta e voz), Marcelo Barboza (baixo/ Voz), Gibran Oliveira (bateria e voz) e o produtor musical Marcos Veiga, poderá ser visto no Teatro Ipanema ( Rua Prudente de Morais 824 – Ipanema – RJ), no dia 31 de março/2022, quinta feira, 19h, com ingressos a R$ 60,00 / 30,00 (meia para estudantes e jovens até 21 anos e acima dos 60).

A proposta da Banda Certas Canções é resgatar as belas canções mineiras do Clube da Esquina.
Músicas compostas por Milton Nascimento, Beto Guedes, Flávio Venturini, Toninho Horta, Lô Borges e Cia.

Com arranjos próprios, a Banda carioca Certas Canções procura realçar toda a beleza, sentimento e boa vibração deste maravilhoso movimento musical de Minas Gerais, criando uma verdadeira esquina de união musical entre os estados de Minas e Rio de Janeiro…

A Banda Certas Canções criada em 2018 com integrantes veteranos na música, se juntam para realizar um antigo sonho, o de poder executar as antológicas músicas do Clube da Esquina, criando assim o Projeto onde se dedicam totalmente a esse Tributo.

Neste show, apresentarão 10 canções do álbum Clube da Esquina 1 e tantos outros sucessos compostas e gravadas posteriormente a esse projeto.

Certamente estarão no show ‘Cais’, ‘Tudo que Você Podia Ser’, ‘O Trem Azul’, ‘Cravo e Canela’, ‘San Vicente’, ‘Maria Maria’, ‘Nuvem Cigana’, ‘Um Girassol da Cor do Seu Cabelo’, ‘Estrelas’, ‘Clube da Esquina’, ‘Paisagem na Janela’, ‘Trem de Doido’, ‘Nada Será como Antes’, ‘Faça seu Jogo’, ‘Para Lennon e McCartney’ entre outras …

TUDO O QUE PODIA SER – TRIBUTO AOS 50 ANOS DO ALBUM CLUBE DA ESQUINA: RIO A MINAS GERAIS O SONHO É DE TODOS com a Banda Certas Canções formada pelos músicos Thadeu Camargo (voz e violão), Leo Salles (violão e baixo), Marcelo Braga (flauta e voz), Marcelo Barboza (baixo/ Voz), Gibran Oliveira (bateria e voz) e o produtor musical Marcos Veiga.

Teatro Ipanema
Rua Prudente de Morais 824 – Ipanema – RJ
Dia 31 de março/2022,
Quinta feira, 19h
Preço dos ingressos: R$ 60,00 / 30,00 (meia para estudantes e jovens até 21 anos e acima dos 60)
Informações e Reserva de Ingressos pelo tel/zap: 21-99731-0933 com o produtor João Luiz Azevedo

Izabella Bicalho canta Elizeth Cardoso no Theatro Municipal de Niterói

Izabella Elizeth

Izabella Elizeth – foto de Rogerio Fidalgo

O produtor cultural João Luiz Azevedo apresentará nos dias 01, 02 e 03 de abril/2022, o show IZABELLA BICALHO Canta ELIZETH CARDOSO no Theatro Municipal de Niterói, sexta feira às 20h, sábado às 19h e domingo às 18h, com ingressos ao preço de R$ 60,00/ R$ 30,00 (meia para estudantes e jovens até 21 anos e acima de 60 anos).

Izabella Bicalho comenta ‘que esse show é uma homenagem a uma das maiores cantoras brasileiras, Elizeth Cardoso’.
Essa grande artista emocionou plateias de todas as idades e atravessou décadas emplacando grandes sucessos.

Foi a cantora que mais gravou discos no Brasil, visto que inspirou grandes compositores a escreverem músicas especialmente pra ela, entre eles Ary Barroso, Vinicius de Moraes, Cartola, entre outros.

Homenagear esta cantora é um grande privilégio e a oportunidade de relembrar grandes clássicos da MPB que emocionaram gerações’, diz Bicalho.

É um show alegre e descontraído que começa com o repertório mais emocionante da cantora e termina em um baile de carnaval cantando as tradicionais marchinhas, grande paixão de Elizeth que era especialmente apaixonada por carnaval.
Entre as músicas, histórias e curiosidades sobre a vida da cantora, desconhecidas do grande público, serão contadas pela cantora Izabella que também é atriz. Ao lado de Izabella, o pianista Leandro Braga.

FICHA TÉCNICA

Texto e interpretação: Izabella Bicalho
Direção musical e piano: Leandro Braga
Produção, Administração e Assessoria de Imprensa: João Luiz Azevedo
Fotos de divulgação na exposição em homenagem a Elizeth Cardoso na Sala Carlos Couto foram clicadas pelo fotografo Rogerio Fidalgo

SERVIÇO

Theatro Municipal de Niterói
Rua XV de Novembro 35 – Centro
Preço dos Ingressos:
R$ 60,00 / R$ 30,00 (estudantes e jovens até 21 anos e acima dos 60).
Mais informações e ingressos com desconto pelo tel/zap: 21-99731-0933 com o produtor João Luiz Azevedo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via