Início » Orquestra Violões do Forte de Copacabana receberá Bóka Reis e Ana Paula Cruzem concerto gratuito

Orquestra Violões do Forte de Copacabana receberá Bóka Reis e Ana Paula Cruz
em concerto gratuito

Com seus 25 integrantes, regência de Luiz Potter e direção artística de Márcia Melchior, a Orquestra fará um resgate a grandes sucessos da MPB

por Redação
Orquestra Violões do Forte de Copacabana e Shalom - Foto: Rudy Trindade / THemapress

No dia 26 de novembro, sábado, às 18h, a Orquestra Violões do Forte de Copacabana e Shalom fará mais um concerto gratuito no Forte de Copacabana, com a participação de dois grandes instrumentistas: o percussionista baiano Bóka Reis e a flautista carioca Ana Paula Cruz. No repertório, o tradicional resgate a grandes sucessos da música brasileira como Djavan, Chico Buarque, Baden Powell, Alceu Valença, Vinícius de Moraes, entre outros.

Bóka Reis é um dos maiores percussionistas do país, tendo se apresentado ao lado de alguns dos maiores nomes da música brasileira e mundial como Anitta, Juliana Linhares, Margareth Menezes, Ricky Martin, Orkestra Rumpilezz, Hamilton de Hollanda, e Mariene de Castro. No concerto, ele vai executar “Taboão”, do maestro Letieres Leite, falecido em 2021 e seu grande parceiro musical.

Já a flautista Ana Paula Cruz tem sólida formação popular e erudita e atua com nomes de peso como Teresa Cristina, Nilze Carvalho e Dorina. Ela acaba de lançar seu primeiro EP solo chamado “Referências” e executará “Ladeira da preguiça” (Gilberto Gil)  e “Canto de Xangô” (Baden Powell/ Vinícius de Moraes).

“Estamos com grandes expectativas com a apresentação, pois receberemos dois importantes nomes da música instrumental brasileira. Além de ser uma honra para a Orquestra tocar com eles, é ainda um momento marcante para os jovens componentes, pois Bóka e Ana Paula são uma grande inspiração”, afirma a diretora artística da Violões do Forte, Márcia Melchior.

Além dos violões, a Orquestra traz ainda instrumentos como clarineta, flauta transversa, saxofone, trompete, trombone, teclado, percussão e bateria. A Violões do Forte de Copacabana e Shalom seguirá com o seu circuito mensal de concertos gratuitos até o fim do ano, e se prepara para o concerto de dezembro, com músicas natalinas.

O projeto é idealizado pelo Instituto Rudá e conta como mantenedores o Grupo Shalom e a CNOOC – China National Offshore Oil Corporation, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Já os patrocinadores são a TIJOÁ–Energia, Vibra-Energia, Eletrobrás-Furnas e Instituto Cultural Vale, via Lei Federal de Incentivo à Cultura; e também da ONS-Sistema Nacional do Sistema Elétrico e Prefeitura do Rio/Cultura, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. O projeto conta ainda com o apoio cultural da FHE-POUPEX.

Criada pelo Instituto Rudá, organização especializada em gestão de orquestras, e com idealização da produtora e empresária Márcia Melchior, a Orquestra Violões do Forte de Copacabana é formada por 25 jovens que possuem de 13 a 21 anos, alunos da rede pública de ensino. Os componentes ensaiam uma vez por semana no Forte de Copacabana e ainda contam com ensino de apoio, como aulas de inglês. A Orquestra também é parceira da Orquestra Shalom, que a acompanha há mais de dez anos.

“O objetivo da Orquestra é capacitar os jovens para que eles cheguem a ingressar em orquestras profissionais, em orquestras das Forças Armadas, e que tenham um caminho profissionalizante, graças à música. Felizmente, ao longo dos anos, diversos estudantes da Orquestra ingressaram em projetos musicais e culturais, na academia, alguns chegando mesmo ao doutorado. Essa é a nossa maior missão”, diz Márcia Melchior, diretora artística e criadora do projeto.

Tendo realizado diversas apresentações nestes 11 anos, a Orquestra Violões do Forte de Copacabana vem cumprindo o  papel de incentivar novos talentos, e de difundir a cultura musical, fazendo dessa arte um instrumento de inclusão social e formação profissional. Acreditando na modificação do indivíduo através da arte, o Instituto empreendeu ações educativas envolvendo jovens em situação de carência econômica e social, fazendo da música um elemento formador de comportamento. Além dos conhecimentos próprios à execução do instrumento escolhido, a música proporciona aos jovens amadurecimento, profissionalização e maior solidariedade entre os componentes da Orquestra.

PROGRAMA:

Tanta saudade (Djavan/Chico Buarque)

Cry me a river

One more once

-Ana Paula:

Ladeira da preguiça (Gilberto Gil)

Canto de Xangô (Baden Powell/Vinícius de Moraes)

-Bóka Reis:

Taboão (Letieres Leite)

Bolero (Maurice Ravel)

Cascavel (Antônio Adolpho)

Canção do sal (Milton Nascimento)

Anunciação (Alceu Valença)

SERVIÇO:

  • Orquestra Violões do Forte de Copacabana e Shalom
  • Participações: Bóka Reis e Ana Paula Cruz
  • Data: 26 de novembro, sábado
  • Horário: 18h
  • Local: Forte de Copacabana
  • Endereço: Rua Coronel Eugênio Franco, n° 1 – Posto 6, Copacabana, RJ.
  • 60 minutos. Grátis. Livre.

Acesse o site oficial da OVFC: www.violoesdofortedecopacabana.com.br/

Siga a Orquestra nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/violoesdoforte/
YouTube: https://www.youtube.com/VioloesdoForte
Facebook: https://www.facebook.com/VioloesDoForte

Siga a Orquestra no Spotify:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/0QacyVNz1x96XzkIkvURe8

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via