Início » Festival Arte por toda parte apresenta a peça infantil “Bisa Bia, Bisa Bel”, a partir do dia 8/10, no Teatro Casa de Cultura Laura Alvim

Festival Arte por toda parte apresenta a peça infantil “Bisa Bia, Bisa Bel”, a partir do dia 8/10, no Teatro Casa de Cultura Laura Alvim

por Redação
Foto: Rudy Hülhold

Sucesso de público e crítica, o espetáculo “Bisa Bia, Bisa Bel” comemora o oitavo ano de carreira, desde a sua estreia, e os sete prêmios recebidos, incluindo o de “melhor espetáculo do ano”, nas duas principais premiações da cidade em sua temporada inicial. A peça infantil faz curta temporada no teatro da Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, nas tardes de sábado e domingo, entre os dias 8 e 30 de outubro, sempre às 16h. Serão temporadas populares dentro do Festival “Arte por toda parte”, idealizado pela produtora Constelar, da empresária Tatianna Trinxet, com patrocínio da PRIO, companhia independente de óleo e gás no Brasil.

O premiado livro infanto-juvenil de Ana Maria Machado ganhou os palcos em 2014, como um musical acústico, sob a direção e adaptação de Joana Lebreiro; e recebeu sete prêmios de teatro infantil. Escrito em 1981, o livro Bisa Bia, Bisa Bel é considerado um dos dez livros infantis mais importantes do país, com mais de 500.000 exemplares vendidos. A autora recebeu muitos prêmios, entre eles o “Hans Christian Andersen”, considerado o Nobel da Literatura Infantil e Juvenil.

O espetáculo tem como ponto de partida um grupo de cinco crianças, que juntas, lêem o clássico de Ana Maria Machado. A partir daí, o livro ganha vida no palco através de canções e jogos, onde os amigos brincam e interpretam os personagens. Em “Bisa Bia, Bisa Bel”, a autora nos conduz pela história da menina Isabel que, no convívio imaginário com sua bisavó e sua bisneta, vai aprendendo a conviver consigo mesma, em sua travessia para a puberdade. Ela encontra o retrato de sua bisavó, Beatriz, e começa a ouvir a voz de Bisa Bia que a acompanha sempre dando conselhos, com suas opiniões sobre as atitudes de uma mocinha bonita e “bem-comportada”, além de aguçar sua curiosidade pelas coisas de antigamente.

Em contraponto, surge a voz de sua futura bisneta Beta, ainda não nascida, com a visão de uma mulher do futuro e independente. Na fantasia de Isabel, essas vozes se confrontam e a menina mergulha na memória de sua família, buscando sua identidade, e acaba descobrindo por si mesma que as três – Isabel, Bisa Bia e Neta Beta – juntas são invencíveis. Misturando o real e o imaginário, a narrativa aborda questões como memória e identidade, revelando diferentes concepções sobre o papel da mulher ao longo da História.

“Esse livro marcou a minha infância. Ele conta uma história emocionante com humor, poesia e lirismo. Quando pensei em adaptá-lo para o teatro, não queria que a montagem fosse uma tradução literal do livro, mas uma verdadeira brincadeira em cima do palco. Meu objetivo é despertar nas crianças e nos pais o desejo de ler o livro depois de sair do teatro”, explica a diretora Joana Lebreiro. “Quando escrevi Bisa Bia, Bisa Bel estava com muita saudade das minhas avós. Vontade de falar sobre elas com meus dois filhos. Não imaginava que pouco depois ia ter uma filha e essa linhagem feminina ainda ia ficar mais significativa para mim e que este livro fosse ganhar tantos prêmios e tocar tanto os leitores”, conclui a autora Ana Maria Machado.

Histórico:

O musical fez cinco temporadas bem-sucedidas na cidade Rio: nos Teatros Gláucio Gill (Copacabana) e Cândido Mendes (Ipanema) em 2014, no Teatro Sesc Ginástico (centro) em 2015, e na Cidade das Artes (Barra) em 2016, além de ter percorrido as arenas culturais da cidade do Rio, e várias cidades do estado do Rio. Em 2017 fez curta temporada no Espaço Furnas Cultural, em outubro, com lotação esgotada em todas as sessões. Em 2018 apresentou-se na Caixa Cultural Curitiba. Em 2019, fez duas sessões especiais no teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea. A equipe responsável por esta empreitada acumula realizações de peso no teatro infanto-juvenil carioca. A diretora Joana Lebreiro, indicada ao prêmio Zilka Salaberry 2012 por “Coisas que a Gente não Vê”, desta vez foi responsável também pela adaptação da montagem.

Ficha Técnica:

  • Texto: Ana Maria Machado
  • Direção e adaptação: Joana Lebreiro
  • Elenco: Viviana Rocha / Raquel Penner / Laura Becker / Vicente Coelho / João Lucas Romero / Ana Moura
  • Cenário: Carlos Alberto Nunes
  • Figurino: Mauro Leite
  • Iluminação: Aurélio de Simoni
  • Direção musical e Preparação Vocal: Marcelo Rezende
  • Músicas: Marcelo Rezende e Joana Lebreiro
  • Direção de Movimento: Nathalia Mello
  • Programação Visual: Miguel Carvalho
  • Produção: Alexandre Mofati e Maria Alice Silvério
  • Realização: Ofício Produções LTDA.

Serviço:

  • Espetáculo “Bisa Bia, Bisa Bel”
  • De 8 a 30 de outubro de 2022
  • Sábados e Domingos, às 16h
  • Teatro da Casa de Cultura Laura Alvim – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema, RJ
  • Valor do ingresso: R$ 40,00 (INTEIRA) R$20,00 (MEIA)
  • Site para vendas de ingressos: funarj.eleventickets.com
  • Duração: 65 minutos
  • Classificação indicativa: Livre
  • Capacidade: 200 espectadores
  • Acessibilidade:  5 espaços para cadeirantes, 3 assentos com dimensões especiais, e banheiro adaptado
  • Todas as sessões contam com intérprete de libras e audiodescrição.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via