EnCanto de Natal reúne mais de duas mil pessoas na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro

Evento organizado pelo Maestro Vito Nunziante Jr.  contou com participação especial de Elba Ramalho e ganhou o apoio de Dom Orani João Tempesta para entrar no calendário oficial da cidade

Foi um domingo de muita emoção, solidariedade, música e teatro. A Catedral Metropolitana, localizada no Centro do Rio de Janeiro, foi palco para a primeira edição do projeto “EnCanto de Natal”, organizado pelo Maestro Vito Nunziante Jr. Nem mesmo a alta temperatura afastou o público que começou a ocupar os lugares da Catedral às 14h e pôde acompanhar o Terço da Misericórdia conduzido pelo Padre Leandro Moreira, pelo Ministério Razão de Viver e pela equipe da Rádio Catedral, que fez a cobertura oficial do evento.

– Colocamos todo o nosso empenho para tudo acontecesse da melhor forma possível e ficamos muito satisfeitos. O eveno teve o objtivo de tocar as pessoas através da mensagem de natal, do nascimento de jesus. Foram muitos momentos emocionantes – conta o Maestro Vito.

Logo na abertura da cantata, a cantora do Theatro Municipal Cintia Fortunato apresentou o “Concerto para uma só voz”. Em seguida, o Gran Coro, que reuniu 110 vozes femininas e masculinas, iniciou sua apresentação musical acompanhada da narração de Flávio Cardoso e apresentação teatral dirigida por Gabo M. Barros.

Um dos pontos altos foi a participação da cantora Elba Ramalho, que cantou Maria de Nazaré e Ave Maria, acompanhada da orquestra e pelo Gran Coro.

– Muito emocionante participar deste momento, nesta igreja linda e com tantas pessoas reunidas para fazer o bem – afirmou Elba.

Moradora do Engenho de Dentro, Maria do Céu fez questão de chegar cedo à igreja para garantir um bom lugar e acompanhar de perto cada detalhe.

– Estamos vivendo um ano de muita insegurança e crise. Quando soube que aconteceria uma cantata de Natal nesta belíssima igreja fiz questão de vir – diz a dona de casa que se emocionou com a cantora Elba.

A primeira edição do “EnCanto de Natal” foi encerrada com uma boa notícia levada por Dom Orani João Tempesta.

– Gostaria de agradecer a presença de todos e dizer que estamos empenhados que este evento entre para o calendário oficial da cidade do Rio de Janeiro. A cidade precisa de mais manifestações desse tipo – garantiu Dom Orani.

Gran Coro
O Gran Coro é um coral sem fins lucrativos, composto de vozes adultas, femininas e masculinas, de diferentes naipes, com 120 coristas voluntários oriundos do Coral da Paróquia Sagrado Coração de Jesus (localizada no Méier), do Coral da Paróquia São João Batista da Lagoa (localizada em Botafogo) e do Coral da Paróquia Nossa Senhora Aparecida (localizada na Ilha do Governador), sob a regência, acompanhamento instrumental e direção geral e técnica do maestro Vito Nunziante Jr. O Gran Coro possui também Portadores de Necessidades Especiais (PNE) e refugiados em grupo de coristas, promovendo a inclusão social e o respeito a diversidade cultural.

Os corais que compõem o Gran Coro, possuem em seu histórico diversas apresentações ao público da região de suas respectivas paróquias, como Cantatas de Natal, Cantatas de Páscoa e eventos religiosos comemorativos do calendário católico, utilizando um repertório variado de música sacra e popular com letras em diversos idiomas; tendo em sua carteira de apresentações a realização da Cantata de Natal em 2016 para um público de 700 pessoas, com acompanhamento de orquestra e apresentação de um ato teatral abordando a passagem bíblica do nascimento de Jesus.

O Gran Coro, possui uma estrutura de planejamento, coordenação e supervisão para a execução das atividades artísticas e para controle de cronograma na realização de seus eventos, de forma a assegurar a qualidade técnica, sonora e visual, de suas apresentações. 

Maestro Vito Nunziante Jr
O Maestro Vito Nunziante Jr, formou-se em 2002 pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em Piano Clássico pelo Conservatório Brasileiro de Música, tendo concluído também o curso de Regência Coral pela Pro-Arte em 2009.  Há 26 anos trabalha junto a diversas paróquias da Arquidiocese do Rio de Janeiro.  Fundou, dirigiu e acompanhou diversos corais, sendo a primeira direção em 2004 no Coral Cantante Domino (Nossa Senhora de Copacabana), e foi professor de música do Seminário Propedêutico Rainha dos Apóstolos (Seminário São José). É regente dos corais citados há vários anos, tendo grande experiência no planejamento, execução e regência de Cantatas de Páscoa e Cantatas de Natal com grande número de coristas e acompanhamento de orquestra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here