Início » A Lista – Com Lilia Cabral e Giulia Bertolli no Teatro Riachuelo Rio
A Lista

A Lista – Com Lilia Cabral e Giulia Bertolli no Teatro Riachuelo Rio

Espetáculo Teatral retorna ao palco onde tudo começou – Com cerca de 60 mil espectadores, primeira montagem aconteceu nesse mesmo palco no formato de live há três anos

por Redação

Assistida por mais de 60 mil espectadores, Lilia Cabral e a filha Giulia Bertolli estão juntas no palco na peça “A Lista”, grande sucesso da temporada carioca e que fará três únicas apresentações no Centro do Rio. Por força das circunstâncias, uma aposentada de Copacabana se vê obrigada a estabelecer contato com uma vizinha, a jovem Amanda. O encontro das duas detona um turbilhão de sentimentos, lembranças e descobertas que marcarão suas vidas para sempre. Emoção e humor marcam ’A Lista”, espetáculo que traz em cena Lilia Cabral e sua filha, Giulia Bertolli, juntas pela primeira vez no palco.

Com texto de Gustavo Pinheiro e direção de Guilherme Piva. A peça tem sessões às sextas e sábados às 19h e domingos às 17h. Desde a estreia no Rio, em janeiro, a peça já atraiu mais de 60 mil espectadores que se encantaram com o espetáculo, uma verdadeira declaração de amor ao Rio e, mais especificamente, Copacabana. A realização da temporada carioca de “A Lista” é um sonho que se concretiza. “Trazer a peça para o Rio é um desejo muito acalentado por todos nós da equipe porque é a nossa cidade, é onde moramos e é onde a peça se passa. Tudo isso traz um sabor e um colorido diferentes. Voltar ao Teatro Riachuelo é a confirmação de uma alegria que nasceu nesse mesmo palco há três anos”, afirma Lilia Cabral, que há quase uma década não fazia temporada de teatro no Rio, cidade que escolheu para viver desde que saiu de São Paulo, há mais de 30 anos. Na hora de escrever sobre afeto e solidão, o autor não teve dúvida sobre onde ambientar a trama.

“A peça é uma crônica do Brasil e acho que não há lugar melhor para falar do país que Copacabana, essa grande metáfora do Brasil, com seu melhor e pior, passado e presente coabitando o tempo todo. Tenho uma grande intimidade com Copacabana, morei ali por 10 anos, minha mãe ainda mora, frequento o bairro e sou fascinado por sua beleza e caos, pela multiplicidade de tipos de pessoas”, explica Gustavo Pinheiro. Morador de Copacabana, o diretor Guilherme Piva conta sobre os aspectos que movem o espetáculo. “O texto é uma verdadeira montanha-russa de emoções, cheio de camadas que vão do riso ao choro, da dor ao amor. A peça se passa em três tempos, onde iluminação e cenário realçam cada parte. É uma alegria conduzir esse encontro de duas gerações, mãe e filha, numa comédia dramática cheia de poesia e afeto”, afirma.

Para Giulia, a primeira palavra que lhe vem à cabeça quando pensa em A Lista é “encontro”: o encontro entre amigos que queriam trabalhar juntos, o encontro entre mãe e filha, o encontro entre gerações, o (re)encontro com o teatro e, acima de tudo, o encontro entre duas vizinhas que tem tantas coisas em comum. “Nesses novos tempos, “A Lista” virou uma linda surpresa. Uma peça emocionante, surpreendente e singela, que resgata aquilo que nós seres humanos temos de mais especial: a comunicação e a empatia”, afirma Giulia.

A HISTÓRIA POR TRÁS DA PEÇA

A montagem de “A Lista” é resultado de um longo processo. Criada no começo da pandemia, em maio de 2020, A Lista nasceu com o intuito de ajudar os profissionais da área teatral que ficaram sem trabalhar devido ao isolamento social, passou por algumas experimentações, e foi ganhando corpo com o passar do tempo. A montagem fez apresentações online de um trecho do texto, conquistando mais de 170 mil espectadores. Em seguida, o espetáculo foi apresentado parcialmente para plateias reduzidas, atendendo as orientações sanitárias da época. “Nós tivemos a oportunidade de ir experimentando. Os meses de pandemia nos permitiram esse amadurecimento do processo. Diante da resposta a esse pequeno trecho que apresentamos, constatamos que é um trabalho muito poderoso. Rapidamente o público interage e se identifica com as personagens, tal a comunicabilidade da peça e a dramaturgia clara, eficiente, sonora, divertida e emocionante. Então decidimos seguir adiante e fazer a montagem integral do texto inédito que passou por São Paulo e agora chega ao Rio”, explica Lilia Cabral.

“A Lista” estreou em março de 2022, em São Paulo, e teve mais de 30 mil espectadores em oito meses de temporadas paulistas, além de apresentações em Santos, Jundiaí,

Campinas e Campos do Jordão. Desde então, já fez mais de 100 apresentações (marca atingida no dia 24/02/2023). A peça foi indicada em três categorias no Prêmio Bibi Ferreira 2022: Melhor Atriz (Lilia Cabral), Melhor Atriz Coadjuvante (Giulia Bertolli) e Melhor Dramaturgia de Peça em Teatro (Gustavo Pinheiro). O texto da peça A Lista acaba de ser lançado em livro pela Coleção Dramaturgia, da Editora Cobogó.

Ficha Técnica:

Texto: Gustavo Pinheiro. Direção: Guilherme Piva
Elenco: Lilia Cabral e Giulia Bertolli
Cenários e Figurinos: J.C. Serroni
Iluminação: Wagner Antônio
Direção de movimento: Marcia Rubin
Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli e Renato Fernandes
Fotógrafo de cena: Bob Souza
Fotografia artes gráficas: Pino Gomes
Programador Visual: Gilmar Padrão Jr
Direção de Produção: Celso Lemos

Serviço:
Teatro Riachuelo Rio
Rua do Passeio 38 – Centro
Tel: (21) 99566-7469

Você pode gostar

Deixe um comentário

Share via